quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Hoje estou assim



"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?"

Cecília Meireles

2 comentários:

Lua Negra disse...

...Ficaram pelo caminho das escolhas que tomamos nessa vida.
Lindo texto, e ótima reflexão.
Beijos encantados.
Lua.

manuela barroso disse...

Não tinha...hoje tenho...amanhã...pode ser que tudo seja e esteja diferente!
Se o exterior vai murchando, o interior ilumina-se com mais sabedoria! Esse o grande triunfo perante o belo perecível, Maria!
Muitos bjis
Bfs